Jabuti abre inscrições para sua edição de 2021

 Jabuti abre inscrições para sua edição de 2021

Prêmio Jabuti

A partir desta edição, com o compromisso de ser mais digital e plural, eixos Ensaios e Livro mudam de nome e regulamento fica mais claro e inclusivo. Autores e editoras podem se inscrever até 1º/07

A Câmara Brasileira do Livro (CBL), abre nesta quinta-feira (06), as inscrições para a 63ª edição do Prêmio Jabuti, que será marcada – segundo os organizadores e comissão técnica – pela forte presença digital e pluralidade.

Nesta edição, o editor e tradutor Marcos Marcionilo assumiu a curadoria do evento e procurou construir uma curadoria coletiva, trazendo para o seu time Ana Elisa Ribeiro, Bel Santos Mayer, Camile Mendrot e Luiz Gonzaga Godoi Trigo. Segundo Marcionilo, o Jabuti “dará um instantâneo dos dilemas e possibilidades de nosso tempo na perspectiva de quem pensa o Brasil” e para isso, algumas mudanças foram feitas.

Para começar, as inscrições passarão a ser feitas pelo Portal de Serviços da CBL. Autores e editores que já possuem cadastro podem efetuar o login com o usuário preexistente, ou adicionar um novo, e selecionar “Prêmio Jabuti”. Já os novos usuários precisarão efetuar um cadastro, criar um login e uma senha antes de selecionar “Prêmio Jabuti” e dar sequência à inscrição. O prazo para se inscrever na 63ª edição do prêmio termina no dia 1º de julho, às 18h.

Além disso, pelo quinto ano consecutivo, os valores das inscrições não foram alterados e haverá também um desconto de 10% para todas as inscrições realizadas nos primeiros 30 dias – das 12h do dia 6 de maio até às 23h59 do dia 4 de junho.

Mudanças nas categorias

Em 2018, na sua 60ª edição, o Prêmio Jabuti diminuiu categorias e as dividiu em quatro eixos: Literatura, Ensaios, Livro e Inovação. Agora, em 2021, o eixo Ensaios passa a se chamar Eixo Não Ficção, e o Eixo Livro torna-se Eixo Produção Editorial.

Já na categoria Livro Publicado no Exterior — uma parceria da CBL com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) —, há novas formas de premiação para a editora nacional da obra vencedora. Além da estatueta, caso já seja filiada ao Projeto Brazilian Publishers, a editora será contemplada com uma Bolsa de Apoio à Tradução, no valor de R$ 5 mil. Caso a editora não seja filiada ao BP, ganhará o pacote Full para poder participar de todas as ações do Brazilian Publishers no período de 12 meses.

O regulamento também foi amplamente estudado pelo conselho curador e mudanças foram feitas para que tudo ficasse mais explícito e preciso. “Fizemos uma tentativa de aperfeiçoamento que envolveu uma conversa muito respeitosa e interessante. A intenção foi explicitar na linguagem do regulamento as mudanças que a gente entende que já aconteceram socialmente no mundo do livro”, explicou Ana Elisa durante a coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira. Mudanças também foram feitas nas questões de gênero e raça e a expectativa é que os dados coletados ao final das inscrições possam servir para toda a cadeia produtiva do livro.

Além disso, será possível enviar conteúdos complementares junto com a obra inscrita para que o júri possa conhecer todos os recursos que o objeto livro traz.

Jurados

O público poderá, novamente, auto indicar ou recomendar nomes para a composição do júri do Prêmio Jabuti, por meio da consulta pública que inicia hoje (6) e segue até o dia 6 de junho. Para isso, basta preencher o formulário disponível no site do prêmio.

Datas e cerimônia

As inscrições terminam no dia 1º de julho. Os finalistas serão divulgados em novembro, novamente em duas fases (a primeira com os 10 finalistas das 20 categorias, e a segunda com os cinco).

A cerimônia de premiação também acontecerá em novembro e será novamente on-line. Segundo Marcionilo, na cerimônia do ano passado, o prêmio conseguiu atingir 12 mil pessoas, sem contar as que assistiram posteriormente. “Mesmo quando pudermos fazer um evento presencial, a cerimônia será transmitida on-line, foi um ganho significativo quanto à participação do público”, concluiu.

Personalidade literária

Ignácio de Loyola Brandão será a personalidade literária homenageada no 63º Jabuti 

Em sua bagagem, Loyola Brandão carrega muitas histórias. São 47 livros, e inúmeras reportagens escritas no Brasil e em outros países como Itália e Alemanha. Ele também coleciona diversos prêmios, entre eles, cinco estatuetas do Jabuti.

“Esse convite da Câmara brasileira do livro justifica minha obra, salva minha história e, em certa medida, minha própria vida”, disse ao saber da sua escolha. 

Sua obra acende em seus leitores e leitoras a chama de uma esperança crítica”, justificou Marcos Marcionilo. Sua presença e sua história em nossa cena literária justificam a escolha por se tratar de um autor o tempo todo atento a pensar literariamente o que foi, o que é e o que deve ser o Brasil. 

Redação

Diretora de Conteúdo Sonia Nascimento_ Jornalista, pós-graduada em jornalismo com ênfase em direção editorial e Gestão estratégica de mercado, pela ESPM; (MTB-35423)